quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

SOBRE AS DECLARAÇÕES DE THAÍS ARAUJO

É pessoal, de fato infeliz e precipitada estas falas da Thais; típico de quem defende uma posição privilegiada e descompromissada da realidade em que está inserida. Tomara que o respeitadíssimo "Milton Gonçalves" converse com ela a tempo; ele QUE JÁ DEMONSTROU EM REDE NACIONAL TER CONSCIÊNCIA DO RACISMO MANIFESTADO PELA MÍDIA TELEVISIVA, inclusive o da sua empregadora, quando num destes "domingões" afirmou literalmente ao apresentador que gostaria de ver dançarinas negras também, que existem mulheres bonitas e capazes aos montes entre nós.
Diga-se de passagem, ele protagonizou um político corrupto (“Romildo Rosa”), Pai, numa família negra sem mãe, que tinha um filho drogado (“Didú”- Fabrício Boliveira), parasita, incompetente e a própria Thais representando um personagem "filha" (“Alicia”) desmiolada, mal caráter, amoral, quase prostituta, papel bastante estereotipado.
Lembro-me de uma outra novela em que sua personagem nem nome tinha, era só um apelido, “Preta”. Sempre com um “galã” branco (se é que não estou redundando, talvez bastasse falar GALÃ...).
Agora, é branco e velho; “coincidência” que se soma à novela que acabou de entreter a população na “conexão Brasil – Índia”: a lindíssima Atriz Juliana Alves interpretando “Suellen”, que casa-se com um outro branco velho, nada galã, apesar de Psiquiatra e interpretado por um ator famoso (Stênio Garcia).
Ali Kamel que fique aí se justificando, mas eles são racistas sim!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato pelo seu acesso ao meu bloog!

Mas, deixe sua opinião sobre este assunto!

ABDIAS COMPÕE AGORA O PANTEON DOS ORIXÁS

Loading...